terça-feira, 19 de julho de 2011

Dar e Receber!

Relações! Todos nós somos alguma coisa a alguém todos os dias: somos filhas, netas, mulheres, irmãs, sobrinhas, primas, namoradas, esposas, mães, amigas, melhores amigas, noras, cunhadas, vizinhas, conhecidas, chefes, funcionárias, etc.
Nestas nossas relações diárias nós damos mais ou menos de nós! Tudo depende do quanto estamos ou não ligados à outra pessoa. Damos amor, carinho, amizade, lealdade, uma palavra simpática, um sorriso, etc. Na maioria das vezes retribuimos em proporção aquilo que nos dão! Mas e quando somos só nós a dar, como nos sentimos?

(Fonte: Internet)


Para que uma relação resulte, temos que dar um pouco de nós. Imaginemos que ligamos para um amigo para saber se está tudo bem, que enviamos um e-mail, que mandamos uma mensagem. Partimos do prínncipio que a próxima vez será esse amigo a retribuir o gesto. Mas e se ele não o fizer? Será que essa relação não vai ficar mais distante? Será que esse amigo não fica à espera que nós voltemos a ligar? E quando há o reencontro o amigo diz: nunca mais ligaste.. e nós respondemos: pois, mas tu também não!

Qualquer que seja a relação tem que ter um "dar e receber", é importante, faz com que a relação se intensifique, seja mais forte, ou apenas que se mantenha (sim, esperamos mais do nosso companheiro, dos nossos filhos, ou dos nossos avós do que do vizinho a quem nós apenas dizemos olá)!

Eu gosto muito de dar mas também de receber e já aprendi que existem pessoas que só gostam de receber!
E vocês, a que grupo pertencem nas vossas relações: ao que dão mais ou ao que recebem mais?


Boa viagem!

9 comentários:

Denise disse...

"Eu gosto muito de dar mas também de receber e já aprendi que existem pessoas que só gostam de receber!"
Concordo tanto contigo. Eu também sou assim, esforço-me muito por dar o melhor de mim aos meus amigos e ajudá-los sem esperar nada e troca, ou melhor, esperamos sempre que um dia ele faça o mesmo por nós. Se enviamos uma mensagem e perguntar se está tudo bem, esperamos que umas semanas depois seja ele a querer saber como estamos. Acho que é a base de uma relação de amizade.
Infelizmente, ultimamente tenho tido muitas desilusões. Ajudei tanto uma prima/amiga num momento em que ela precisou e, afinal, meses mais tarde percebi que tinha deixado de ser importante para a vida dela. É revoltante e dói muito, quando damos o melhor de nós. Ainda continuo triste por causa disto quando ela provavelmente nem faz ideia de que me sinto assim.

bjinho
gosto do teu blog

Manuela disse...

Querida caminhante, gosto muito de dar e também gosto de receber. Não tenho razão de queixa, das pessoas que me rodeiam. Dou muito miminhos, mas também recebo bastantes :)

Dama das Camélias disse...

É verdade, há muito boa gente assim! Eu sou como tu, dar e receber... muitas vezes apenas dou, sou uma parva mas depois lá abro os olhos.
Ao fim de um tempo as relações sejam quais forem perdem-se bastante por isso mesmo. Ninguém, mesmo ninguém gosta de dar e nunca receber.


Beijinhos

Mafalda S. disse...

Eu acho que sou meio termo. Gosto de dar na mesma medida em que gosto de receber. E a verdade é que dou mesmo, faço por isso.

Beijinhos

Formiguinha disse...

Olá!

Eu sou como tu gosto muito de dar, até sou uma "mãos largas", mas também gosto de receber. Mas infelizmente conheço mais do tipo que gosta de receber do que dar só que eu sou tão "burra" que mesmo a essas pessoas continuo a dar mais do que elas merecem.:)

Beijinhos da Formiguinha

Natacha disse...

Eu sou do grupo dos que dão tudo e não recebem nada... Adoro ajudar os outros e por causa disso tenho levado inúmeros "pontapés" ao longo da vida... ajudo, ajudo, ajudo, mas nunca está ninguém do outro lado para mim... nem para dar um olá!


Bjinhos!!

Caminhante disse...

Denise, sê bem-vinda ao meu cantinho. Obrigada pela dica da janela pop-up (ainda sou nova por aqui e não domino o blogger).
Infelizmente, muitas vezes dedicamo-nos muito a alguém e não temos retorno, parece que não existimos simplesmente. Por vezes, as pessoas "esquecem-se" do quanto precisaram de nós e isso dói muito.

Manuela é excelente quando recebemos a mesma dose que damos, dá-nos estimulo para continuar.

Dama das Camélias por vezes demoramos muito mas mesmo muito tempo até abrirmos os olhos, até aprender-mos a lição. E quando o fazemos já sofremos muito..

Mafalda S. faz-nos tão bem dar e quando fazemos por isso, tal como tu fazes, temos sempre algum retorno, pode não ser da forma que esperamos mas temos.

Formiguinha, um dia vais ter a recompensa, uma dádiva enorme, pode é ser que não venha das pessoas a quem estás sempre a dar.

Natacha é mesmo muito complicada essa situação. Mas tenho acredito que um dia encontres alguém que te recompense.

Muito obrigada a todas pelos comentários.
Muitos beijinhos

Ana disse...

Adoro dar! Sou mesmo assim, Sagitário = generosa.
Mas às vezes sinto que não recebo na mesma medida, nem lá perto. Mas como recebo muito amor e carinho de quem mais amo, já me sinto recompensada.

Beijinhos

Caminhante disse...

Olá Ana, o amor e o carinho compensa qualquer coisa.
Beijinhos