quarta-feira, 27 de julho de 2011

Alívio!

Sabem quando algo nos preocupa tanto que temos a sensação que carregamos um peso, toneladas, sobre os nossos ombros? 

Esse peso pode-se manifestar de várias formas: pode ser uma sensação de angústia, um não saber que direcção seguir, um olhar ao nosso redor e não vermos a solução, um peso na consciência, uma dor forte no peito, um nó na garganta.. Pode ser tanta coisa que, por vezes, nem sentimos o fardo que temos às costas (por ser tão normal) mas noutras parece que carregamos o mundo.


(Fonte: Google Imagens)

Ficamos sem saber o que fazer com o peso quase a sufocar-nos. Aí (pelo menos a mim) resta-nos respirar fundo, ohar em frente e seguir o caminho. De alguma forma, e segundo as nossas crenças, algo ou alguém ajuda-nos ou carregar as toneladas que temos às costas ou mesmo a desfazermo-nos delas por completo. E a sensação de alívio e de agradecimento abate-se sobre nós. É um bem-estar, é aquela sensação que há solução para tudo (menos para a morte) e que tudo vai correr bem.

Hoje sinto-me mais leve, tão leve que me sinto capaz de voar. E estou muito agradecia a quem, de alguma forma, me ajudou a tirar este peso das costas! É mesmo boa esta sensação de alívio. Obrigada!
E vocês, carregam algum "peso às costas" ou sentem-se aliviados?


Boa viagem!

16 comentários:

Pauluxa disse...

Olá,
Cheguei aqui através do blogue da querida Paty, fiquei encantada com o que li, gostei e vou seguir parabéns pelo teu lindo blogue.
Beijinhos

Any =D disse...

Obrigada!

Direi com certeza :)

Beijinhos!

Duda disse...

Eu sei bem como é essa sensação. Ainda bem que tudo correu pelo melhor.
"Depois da tempestade vem a bonança" diz o povo. Beijinhos

Carla disse...

Eu já tive. Mas agora já passou, correu tudo da melhor maneira, mas é horrível quando carregamos um grande fardo e não sabemos se o desfecho vai ser o que queremos. É um nó na garganta, é um aperto no coração.

Célia Gil, narciso silvestre disse...

As preocupações pesam realmente toneladas e é tão boa essa sensação de leveza quando nos libertamos delas! Bela reflexão! Bjs

Mafalda S. disse...

Hoje sinto-me nas nuvens (após uma semana com o mundo às costas). Adoro a sensação, estou num dia realmente feliz. E fico feliz por também estares assim.

Ah! Mas se não houvessem momentos «de peso às costas», talvez não dessemos tanto valor aos momentos de alívio.

Beijo

O meu pensamento viaja disse...

Fico muito mal quando o peso se agarra e não consigo sacudi-lo.
Respirar fundo alivia, mas não resolve.
Por isso, às vezes, a única maneira de aliviar a cruz é não oferecer resistência ... a isso chama-se aceitação.
Beijo,
Nina

paty disse...

Olá querida, infelizmente e como tu sabes eu carrego um fardo bem pesado, mas muitas vezes deixo-o cair e vou-me embora fingindo que nem percebo que ele caiu e deixo-o lá por algum tempo...
Ainda bem que te sentes mais leve e se quiseres uma mão amiga eu ajudo-te pois já estou habituada a desembaraçar-me e a seguir em frente :))Beijinho amiga!

Any =D disse...

Quando algo me preocupa fico mesmo sem saber para onde me dirigir e sinto um aperto no peito..Uii!

Hoje não estou nem aliviada nem a sentir esse peso nas costas.. É um dia normal, com a excepção que fiquei de férias ;)

Ainda bem que te sentes feliz e que esse peso saiu de cima de ti.

Beijinhos

Manuela disse...

Querida Caminhante, eu não gosto de pesos em cima de mim. Em menos de 24h tiro-os logo de cima! ;)

Carla disse...

ufa até eu senti o teu alívio e como te compreendo. Agora toca a voar! bjs

Caminhante disse...

Pauluxa, sê bem-vinda ao meu cantinho. Espero que te sintas bem por aqui. Obrigada pelas palavras carinhosas.

Duda, acho incrível como em quase tudo (provérbios e afins) o pvo tem sempre razão. Foi mesmo o que eu senti.

Carla, bem-vinda. Como eu te compreendo mas nessas situações temos mesmo que saber relaxar. ainda bem que contigo também correu tudo pelo melhor.

Célia, obrigada. É realmente uma sensação maravilhosa.

Mafalda S., tens razão. É graças aos momentos em que o mundo nos pesa muito que sabemos dar o verdadeiro valor aos momentos de leveza. Ainda bem que também te sentes leve, fico mesmo feliz :)

Nina (O meu pensameno viaja), concordo em tudo. Acho que o respirar fundo nos ajuda a relaxar um pouco e a pensar com mais clareza. E acho que aceitar a situação nos ajuda a ter mais consciência da forma como devemos agir.

Paty, és uma inspiração! Sem dúvida que carregas um enorme fardo mas com a força que tens consegues consegues transformá-lo num "fardo de algodão". Para a frente é o caminho (é o que eu costumo dizer)!

Any, é a vida que nos ensina como agir em momentos menos agradáveis. Ajuda mesmo muito respirar e aceitar como disse a Nina. Aproveita bem as férias :)

Manuela, também gostava tanto de despachar as minhas preocupações.. Talvez um dia, quando for mais velha e mais sábia (com mais experiência de vida).

Carla, obrigada :)

Muito obrigada a todas pelos comentários. Beijinhos

Nuno e Paula disse...

Sabe sempre bem deixarmos esses pesos para trás. Parece que a vida recomeça e que podemos finalmente respirar como deve ser!
:)

ana disse...

Eu felizmente de momento estou livre de pesos. Mas tb não gosto nada quando os tenho. Beijinho

ana disse...

Eu felizmente de momento estou livre de pesos. Mas tb não gosto nada quando os tenho. Beijinho

Caminhante disse...

Nuno e Paula, até suspiramos de alívio quando nos sai o peso de cima, até damos outro valor à respiração.

Ana, ainda bem. Termos um peso em cima é horrível!

Beijinhos e obrigada pelos vossos comentários.