sexta-feira, 24 de agosto de 2012

Balança desiquilibrada!

Sou uma balança com dois pratos: de um lado a minha vida pessoal, do outro a minha vida profissional. Não podia estar mais feliz, satisfeita e agradecida pela minha vida pessoal: amo e sou amada e não posso e não devo queixar-me do que tenho. Claro que nem sempre me sinto cem por cento realizada neste aspecto, não sou perfeita e saber lidar com as outras pessoas é uma coisa que estou sempre a aprender. Contudo e, sem dúvida, que é um prato da minha balança que está sempre composto, que me faz sentir bem e realizada.


(Fonte: Google Imagens)


E, depois, tenho a minha vida profissional, ou melhor, não a tenho. Zero, zero, nada, completamente nada neste momento. É frustante ter vontade para trabalhar, vontade de agir, de contribuir para algo, de ter a minha própria renumeração e depois nada, NADA! É um vazio, é a esperança a morrer pelo caminho, é ir arranjar forças sabe-se lá onde, é o pensar que amanhã vai ser melhor (e os anos que eu estudei e que me dediquei? Eu não me arrependo de nada e se pudesse voltava a estudar na área em que me licenciei porque é aquilo que eu gosto, é aquilo que eu sei)...
O que me revolta? É o Estado ter-me pago a formação e não aproveitar o dinheiro que investiou em mim. São eles que perdem! Eu cá vou arranjar forças à minha vida pessoal e vou trilhar o meu próprio caminho. Sim, porque, se o trabalho não vem até mim, eu vou perseguir o trabalho até este não ter por onde escapar, aí se vou..
E pronto, estou mesmo revoltada!

Boa Viagem!

9 comentários:

Natacha disse...

Ai como te compreendo... Estive muito tempo nessa mesma situação e é um caminho extremamente difícil de percorrer. Mas não desistas nunca! Por ti e pela tua família!!!


Bjinhos!!

Any =D disse...

Olá :) Realmente deve ser revoltante. Eu não estou ainda na situação, mas o meu namorado está, agora está com emprego mas tem sido despedido constantemente. Contudo acho que na tua situação é bem pior, penso que te licenciaste (certo?)e agora talvez tenhas até de procurar trabalhos noutra área. Nem quero imaginar se quando for a minha vez isso acontecer.

Boa sorte e força ;)

Duxa disse...

Disseste tudo..., não desistas!
Como alguém disse e muito bem: "isto não é um País, é um lugar mal frequentado".
Um abraço!

Cláudia disse...

~Percebo bem pelo que estás a passar na parte profissional... Neste momento é preciso muita calma e paciência! =S
As coisas não estão fáceis mas pensamento positivo!

Ao menos tens a tua vida pessoal que te puxa para cima e te alegra =)

A minha balança está equilibrada... Estão os dois lados muito vazios, tristes.... Também com vontade de desistir e também a tentar arranjar forças sabe lá Deus onde =S

Beijocas

Caminhante disse...

Olá Natacha, eu sei que estiveste nesta situação e que a conseguiste ultrapassar. És um exemplo para mim.
Obrigada. Beijinhos

Olá Any, terminei o meu curso em 2008 e nunca trabalhei na minha área. Apesar de adorar a minha área, neste momento apenas quero trabalhar =)
Quando fôr a tua vez isto não te vai acontecer, pensamento positivo =)
Beijinhos

Olá Duxa, não conhecia essa stuação mas gostei =)
Obrigada pelas tuas palavras.
Beijinhos

Cláudia, melhores dias virão para nós as duas, tenho a certeza. As forças estão em nós e como disseste: "pensamento positivo" =)
Beijinhos

O meu pensamento viaja disse...

Querida Caminhante, que saudades!

Entendo até ao mais fundo de mim a tua frustração.
Aconselho-te coragem para que faças o que tem que ser feito. E tu, pelo que li, sabes muito bem que tens de agir.
Beijos, abraços e colinho, linda.

Lúcia Silva disse...

Não deve ser nada fácil... eu não estudei para formação nenhuma mas quem o fez deve ser muito desagradável hoje ver-se nessa situação.
Força querida, o principal já tens objectivo e força de vontade!

Beijinhos

Caminhante disse...

Nina, bem que preciso de colinho.. vou aceitá-lo. Obrigada. Beijinhos

Lúcia, obrigada =)
Beijinhos

Carla disse...

Eu ainda sou do tempo que podíamos escolher ou recusar empregos, por ter várias hipóteses. Como eu te compreendo. Mas não percas a esperança nem te entregues às depressões ou outras complicações, nem que para isso mudes de área. Não desistas nunca!!!! bjs com esperança