quarta-feira, 16 de janeiro de 2013

Ainda sobre o facto do meu homem estar longe:

Irrita-me, profundamente, que as pessoas tentem quantificar a dor que sentimos por estarmos afastados um do outro. A verdade é que é doloroso para os dois. Se um sofre mais do que o outro?? Eu acho que não.  Sofremos de formas diferentes, cada um à sua maneira. E porque estou a dizer isto? Porque, disseram-me que quem está fora (ele) sofre sempre mais do que quem fica (eu). Discordei automaticamente e expliquei porque não concordo:

- Ele está longe, é verdade! Está num país distante, sem as condições mínimas a que estamos habituados, com uma cultura completamente diferente. Está longe dos seus familiares e amigos e longe de tudo o que conhece e que lhe transmite segurança. Se ele sofre muito por isso? Sim, e muito mesmo (e eu sofro por saber isto).

(Fonte: Facebook - Página: I Love You)

- Eu (gaja cujo sofrimento não é importante porque "na tua situação estão muitas outras", entre muitos outros argumentos) também sofro como tudo. É doloroso e chega a ser sufocante. Sim, tenho a família, os amigos e estou no meu meio mas não o tenho a ele. O dia começa, as horas passam, chega a noite e ele não está ao pé de mim. Não posso dizer aos outros para deixarem as suas vidas e virem para junto de mim porque estou sozinha, porque sinto uma solidão enorme..Mas é uma solidão específica, é a solidão dele..do meu amor, do meu companheiro, do meu melhor amigo. Eu posso estar rodeada de pessoas mas sinto-me só porque ele não está ao meu lado para me dar a mão. As pessoas não sentem isso e não dão valor a isso. Só pensam: "ele está lá fora a ganhar bem, não te falta nada, fazes o que queres, do que é que te queixas? O que é que queres mais?" Pois, quero a ele. Que ele esteja ao meu lado para me reconfortar e ser reconfortado..Para me amar e para eu o amar... Quero, apenas, a sua presença! E, tenho a certeza, que ele apenas quer o mesmo, a minha presença.

Boa Viagem!

7 comentários:

Especialmente Gaspas disse...

Não deve ser fácil... força aos dois!

Cláudia disse...

Tens toda a razão.
É claro que não há um que sofre mais que o outro, há é diferentes maneiras de mostrar os sentimentos.

Essa do, queixas-te do que, estão muitas na tua situação, isso é uma frase parva.
Já agora estou desempregada, mas como existem muitos na mesma situação que eu, não me posso queixar?
Sim, é uma má comparação, mas a ideia é quase essa mesmo. Não tem lógica dizerem isso.

Muita força e esquece as pessoas negativas =S

Beijocas

Lúcia Silva disse...

Olá Caminhante, só agora consegui passar por aqui e saber o que estás a passar... lamento muito. As pessoas que falam assim, acho que ou nunca amaram, ou não sabem o que isso é. Ou então dizem-no para te tentarem confortar.....

Um grande beijinho e boa sorte nessa caminhada.

O meu pensamento viaja disse...

Estou contigo. A situação é penosa e esse tipo de comentários não ajuda, além de revelarem uma profunda insensibilidade.
Minha linda, acho que a melhor terapia será manteres-te sempre muito ocupada.
Comigo funcionou!
Beijinhos

saboracasa disse...

Coragem ... uma dura realidade que muitas famílias estão a passar. Não deveria ser assim ...

Caminhante disse...

Gaspas, não é não :) Muito obrigada.

Cláudia, essa não é uma má comparação, é um excelente comparação porque se passa precisamente o mesmo.
Tenho mesmo que tentar esquecê-las..

Lúcia, obrigada pela visita :)
Por algum motivo elas dizem, ainda não sei é qual..

Nina, tenho feito todos os possíveis para me manter ocupada, é mesmo importante e fundamental esta terapia :)

Paula, muito obrigada :)

Beijinhos a todas e muito obrigada pelos comentários e pela força.

Cristinix disse...

É difícil a ambas as partes, ambos sofrem, pode ser de maneira diferente, pois cada ser é único mas não se pode quantificar o que cada um sofre. Isso é uma coisa que não se pode colocar no prato da balança e esperar que ela pese mais de um lado. Quem diz isso é porque tem dor de cotovelo ou outras coisas piores.
Já tive relações à distÂncia, sei o que custa. Pior quando quase dependemos do outro para nos sentirmos de bem com a vida, ...
Beijinhos e tem muita força!
P.S. Posso saber a tua idade, só por curiosidade. Se não disseres não faz mal.
Mais um beijinho.