sexta-feira, 25 de novembro de 2011

Querer ajudar!

Está aí à porta mais um fim-de-semana onde somos todos convidados a dar alimentos a quem mais precisa!
O Banco Alimentar ajuda um inúmero de pessoas a ter qualquer coisa para comer! Quantos de nós já passou fome? Eu agradeço por nunca ter passado fome na minha vida, por ter tido sempre alimento à mesa, (muitas vezes, era, apenas, um simples prato de sopa). NUNCA passei fome e nem imagino o que isso seja! E muito menos, imagino o que é ver um filho com fome e não ter nada para lhe dar!



Eu costumo dizer que ajudar não custa! Sim, eu sei que estamos em tempos de crise e que poupar é a palavra de ordem! E por isso mesmo, também, não debito a conversa que me fizeram uma outra vez: " Com esta crise todos temos que ajudar"! A minha primeira reacção foi dizer que as pessoas não têm que ajudar, não têm a obrigação de ajudar! As pessoas devem querer ajudar, devem sentir que ao ajudar estão a fazer algo de bom porque querem e não porque é uma obrigação ou uma imposição.
Ajudar deve-nos fazer sentir bem, devemos apenas esperar em troca um sentiment incrível de bem-estar e não algo mais! Eu gosto de ajudar, faz-me sentir bem e feliz, é uma sensação incrível porque com tão pouco posso contribuir, também, para a felicidade ou para o reconforto de alguém!
Se quiserem ajudar dirigam-se a um super ou hipermercado e ofereçam um alimento. Se quiserem ajudar e não se puderem deslocar alimentem esta ideia!
Desejo-vos um excelente fim-de-semana.

Boa Viagem!

11 comentários:

Lúcia disse...

querida caminhante
Hoje em dia a meu ver, quem pode tem quase uma obrigação em ajudar quem precisa, a mim dá-me uma sensação de bem estar saber que estou a ajudar alguém que passa um momento muito difícil.Estou desempregada mas mesmo assim faço questão de dar alguma coisa, o nosso pouco pode representar muito para outras pessoas, espero nunca vir a saber o que é a fome, deve ser horrível ouvirmos um filho a pedir comida e nada ter para lhe dar, estas iniciativas são de louvar e apesar de estarmos todos a viver tempos muito difíceis, deveriam se realizar mais vezes.
bjo

ESpeCiaLmente GaSPaS disse...

Se cada um der um pouquinho, ajuda muito ;)

Célia Gil, narciso silvestre disse...

São sempre positivas estas iniciativas e aqui os escuteiros recolhem os alimentos à entrada dos hipermercados, o que acho fantástico! Bjs

Te disse...

Olá minha querida!

Desde já muito obrigado pelo carinho deixado no meu blog.

Quanto ao banco alimentar, há pessoas que não custa nada ajudar já outras não podem mesmo. :-s

Eu já fui umas quantas vezes das meninas que entregam o saquinho à porta dos supermercados. É uma chatice mas no fim quando se junta todos os alimentos é óptimo ver a quantidade que se consegue.

Beijinhos.

♥ Danizitha disse...

Eu participo todos os anos e só tenhon pena que seja uma vez por ano.

Paula disse...

Se toda a gente contribuísse com um pouco, chegariamos a muito bem depressa!

eutambemtenhoumblog disse...

Eu também ajudei.. Por acaso nem me lembrava que era este fim-de-semana, mas ainda bem que tive necessidade de ir às compras e assim pude ajudar.

Realmente se cada um der um bocado, todos juntos, faz muito.

Porque nem quero pensar o que é as pessoas sentirem-se impotentes a esse ponto.. =S

Boa semana

Beijocas

ana disse...

Eu ajudei! Faço sempre questão de ajudar o banco alimentar. Até porque hoje estamos bem mas amanhã nunca se sabe.
beijinho

Tanita disse...

Ajudo sempre com o que posso mas nesse fim-de-semana não fui ao supermercado :(

AVOGI disse...

Neste dias nao tenho ido ao super e sempre que vou ajudo nao custa nada
kis .=)

saboracasa disse...

Concordo plenamente, ajudar deve ser uma vontade que vem do querer e não um dever.
Ajudar significa dar um apoio para as pessoas sorrirem e manterem na estrada e continuar em frente. Como será o meu amanhã? Puderei precisar também e que bom saber que há muita gente a querer e a puder ajudar!